O que me atrapalha é a coleção de borboletas

Aí você tem prazo e um monte de coisas para entregar, mas só consegue pensar em organizar sua coleção de borboletas.
Aí você lembra que tem um prazo. Lembra que não tem uma coleção de borboletas, mas droga, bora começar uma.
Você lembra que tem prazo. Já pegou duzentas e dezessete borboletas, organizou, classificou, pagou a anuidade do clube de colecionadores de borboletas.
Lembra que tem prazo. Você nem gosta tanto de borboletas. Bora completar trezentas para deixar o número redondo.
Só que o que você precisa mesmo é arrumar sua gaveta de meias. Ela tá arrumada. Você lembra que arrumou antes, entre a coleção de selos e a de borboletas.
Você lembra que tem prazo. Você liga para um amigo em Minas Gerais e se oferece para arrumar a gaveta de meias dele.
Ele acha estranho, lembra que você tem um prazo, mas topa. Você pensa no prazo passando.
Próxima coisa que você nota é que está na rodoviária, embarcando para Minas. E o prazo ali, na plataforma, te olhando com aquele beicinho e lágrimas nos olhos.

Procrastinação é para os fortes!

(O que me atrapalha é a coleção de borboletas.)