Deus Não Se Envolve

- Senhor?
- Entra Gabriel.
- Desculpe interromper Senhor, mas há um pequeno problema que eu acho que...
- Você mexeu nas minhas coisas de novo Gabriel?
- ... Uummm, um acidente. Isso! Foi um acidente Senhor, eu ví por puro acaso.
- Claro.

O Senhor era benevolente. Estava em tudo e em todos os lugares, era tudo e sabia sobre tudo. O que foi, o que era, e o que seria. Mas isso era desconcertante demais, Gabriel procurava não pensar nisso, e continuou:

- É que eu vi algo que talvez tenha escapado à Vossa atenção...

Gabriel sabia que isso não existia. Nada escapava Dele.

- O atentado. Eu sei. Não há nada a fazer.
- Eu entendo Senhor, mas é que neste caso...
- Livre arbítrio Gabriel. Livre arbítrio.
- Ah, eu sei, mas é que neste caso específico...
- Gabriel. Livre arbítrio. Eu não me envolvo mais. Não na Terra. Você está aqui desde o começo. Você sabe.
- Sim, é claro, eu sei, mas se fosse o caso, ninguém se oporia sabe? Eu chequei com seu filho, com a Dona Maria, com meu irmão Estrela da Manhã, nem o Profeta se opõe. Eles até acham que...

Ele se virou pela primeira vez e olhou para Gabriel, aquilo não era normal, ninguém se importava menos com seus filhos do que Gabriel. Na verdade, embora não mencionasse, nunca Lhe escapou que Gabriel nutria inveja e até algum desprezo por aquele "detalhe" da Sua criação.

Então Ele olhou bem dentro dos olhos de Gabriel, e ressoou dentro de sua cabeça, sem mover os lábios, com uma voz firme e severa:

- Gabriel! Eu NÃO me envolvo mais.

A ênfase do "NÃO" ficaria zumbindo por algumas horas em sua cabeça. Gabriel detestava quando Ele fazia aquilo, era totalmente desconcertante. "E desnecessário", pensava. Afinal Ele já sabia tudo que Gabriel diria, embora nem o prórpio Gabriel o soubesse. As palavras saíram de sua boca, e para o seu terror, antes que a última terminasse, Gabriel, imortal anjo do Senhor, já estava mortalmente arrependido. Como DIABOS ele deixou isso escapar?

- Mas eles nunca fizeram nada para o Seu filho.

Gabriel detestava quando isso acontecia. Seu criador oscilava entre a voz do Velho e do Novo testamento como se fosse um esquizofrênico. Bi-polar. Naquele momento os olhos Dele irradiavam a severidade do dia do juízo. A cabeça de Gabriel quase explodiu com aquele grito, que deixaria a ele e a todos os habitantes do Reino Celestial com a cabeça zumbindo por dias.

- EU NÃO ME ENVOLVO!

Anos-luz dali, em outra tecitura da realidade, criaturas que lembravam um Ornitorrinco alado, especialmente sensíveis àquele tipo de energia, sofreram um leve desconforto.

Gabriel recebera a carga toda. "Em alto e bom som", como se diz na Terra. Ele tinha uma das mãos no rosto. Polegar e indicador tocando as pálpebras fechadas, como se tentasse impedir os olhos de caírem pelas órbitas, o que era mais ou menos o que ele sentia que estava fazendo, quando o filho surgiu, com a palma da mão na testa, tocando as têmporas com as pontas dos dedos. Com a outra mão ele tocou o ombro do anjo e disse baixinho:

- Valeu Gabs, você tentou cara.

O rosto Dele era a severidade esculpida em pedra, a boca um traço reto, os olhos ardendo em chamas. A fúria mal contida de um adulto desafiado por crianças mal-educadas.

- Pai, desculpe, você tem seus motivos. Você sabe o começo, o meio e o fim. Não era um desafio. É só que... É só que essa capa é muito boa. Muito bo...

- SUMAM!

Gabriel e seu filho se afastaram correndo, cambaleando, com as mãos tapando os ouvidos. Eles iriam ouvir a palavra ecoando em suas cabeças por semanas.

Ele caminhou na direção das folhas de jornal que seu filho derrubara no chão, como já sabia que faria mesmo antes de ser interrompido por Gabriel. Ele ficou ali, olhando as folhas no chão, com o coração pesado pelo sofrimento de todos os seus filhos. Seus olhos pararam sobre um desenho em um fundo amarelo, como Ele sabia que fariam antes que seu filho pedisse a ajuda de Gabriel. No desenho um homem que parecia um muçulmano beijava apaixonadamente um outro, que parecia ser um desenhista. Acima deles se lia em Francês: "L'Amour Plus Fort Que La Hine"

"O Amor é Mais Forte do Que a Raiva".

Na assinatura três letras. Luz.

"Essa é mesmo uma capa muito boa", Ele pensou, e então sorriu, afinal já sabia o que faria.